sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

QUE SE APRESENTE O CULPADO!


Nesta sexta-feira (27) a Associação Portuguesa de Desportos sofreu nova derrota que confirmou seu rebaixamento para a Série “B” de 2014. Agora é necessário que se venha a público para dizer quem fez essa “meleca”. Nas últimas semanas sobraram acusações para todos os lados. O advogado Osvaldo Sestário disse em entrevista que a direção do clube sabia da punição do jogador. O treinador não foi comunicado e escalou o atleta. Prejuízo grande para a Lusa que estava distante da zona de rebaixamento e garantida para 2014 na Série “A”. Desculpem-me, mas isso está “cheirando muito mal”. Tem-se a impressão que tudo foi feito de propósito. Será? Mais cedo ou mais tarde tudo virá a público. O que salta aos olhos é a forma como determinados jornalistas resolveram defender a causa rubro-verde. Antes ninguém se importava com o clube, mas nessa hora todos querem aparecer. É isso aí.

O FIM DOS ESTADUAIS


Os clubes brasileiros que resistem para apenas disputar os campeonatos estaduais podem aos poucos dar adeus ao futebol. Calendário reduzido de 12 de Janeiro a 13 de Abril para essas competições devem estar deixando os dirigentes da maioria dos clubes com a “pulga atrás da orelha”. O que fazer depois? Montar um time para quatro meses e depois encerrar o ano. Para quem  terá Copa do Brasil ou estará envolvido no Campeonato Brasileiro das mais diferentes séries tudo bem. E os outros? No Paraná o campeonato deste ano conquistado pelo Coritiba teve o Atlético Paranaense participando com uma equipe Sub-23.  E para 2014 o Furacão vai repetir a dose. Tanto que não renovou com o treinador Arthur Bernardes que deve voltar a treinar equipes no Exterior e contratou o ex-jogador Petkovic. Ele coordenará as categorias de base e será o treinador do time Sub-23 no Paranaense. A filosofia implantada pelo Atlético também chegou ao Alto da Glória. O Coritiba FC resolveu não utilizar seu time principal para o estadual. Terá em campo uma equipe Sub-20 preparando o time principal a exemplo do Atlético para os compromissos nacionais e internacionais. Em outras palavras: “o que vai sobrar de atração para o estadual?”. O fim dos estaduais está cada vez mais próximo. É isso aí.

domingo, 22 de dezembro de 2013

VENCEU MESMO O MELHOR


A lógica prevaleceu na decisão do Mundial de Clubes encerrado ontem em Marrakesh com o triunfo do Bayern de Munich por dois a zero sobre o Raja Atlhetic Club de Casablanca. O torneio disputado pela primeira vez no Marrocos teve o resultado final esperado. O time bávaro tratou de liquidar a fatura logo nos primeiros vinte e um minutos e garantir com isso mais um título na temporada. Os marroquinos até que tiveram oportunidades para marcar, mas foram inoperantes na hora da conclusão. Os brasileiros Dante e Thiago Alcântara marcaram os gols da vitória alemÃ.
Na decisão do terceiro lugar o Atlético Mineiro com um gol em cima da hora de Luan venceu o Guangzhou da China por três a dois. O Galo Mineiro mostrou mais uma vez que não tinha toda essa qualidade para ganhar o torneio. Sua defesa foi um verdadeiro “queijo suíço” com falhas gritantes de Leonardo Silva e Rever. Aliás, o Rever apesar de fazer gols é um jogador de poucos recursos. Ronaldinho Gaúcho fez um belo gol na cobrança de falta, mas errou muito durante toda a partida e ainda foi expulso. Enfim a despedida de Cuca foi com vitória. O novo treinador, Paulo Autuori vai ter que pedir reforços especialmente para o miolo da zaga se quiser chegar entre os primeiros em 2014.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

O JÁ GANHOU...PERDEU!

Cansei de escrever e falar que o futebol brasileiro passa por uma fase adversa neste momento. Isso mais uma vez ficou provado hoje quando o Clube Atlético Mineiro foi eliminado nas semifinais do Mundial de Clubes pelo Raja Casablanca. Nervosismo, futebol medíocre e muito mais estão escrevendo depois do jogo os jornalistas brasileiros. O Galo Mineiro foi para o torneio da FIFA com o firme propósito de definir o título contra o Bayern de Munique. Entendiam seus jogadores e dirigentes que o Monterrey do México poderia ser uma pedra no meio do caminho. Esqueceram-se do time marroquino. E perderam por três a um ficando fora da final e frustrando sua grande torcida. Que essa derrota abra os olhos do futebol brasileiro para futuras competições inclusive da Seleção. O “já ganhou” perdeu. E essa de dizer que o Atlético Mineiro é recheado de jogadores em nível de Seleção Brasileira também é uma inverdade. Exceto Victor (como um dos três goleiros) e Ronaldinho Gaúcho tem condições de vestir a camisa verde-amarela. Os demais são jogadores de nível regular. É exatamente por isso que Luiz Felipe Scolari deverá ter no elenco de 23 jogadores para a Copa do Mundo no máximo três a quatro que atuam em nosso país. É isso aí.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

BOM SENSO FC ENTRA EM CAMPO

O recém-criado Bom Senso FC pelos jogadores profissionais de futebol do Brasil enviou carta ao presidente José Maria Marin da CBF. Leiam.

Caro Presidente,
Talvez o senhor não saiba, mas não somos apenas um grupo de jogadores. Somos mais de 1000 (mil), reunidos em apenas três meses, em prol de um futebol melhor para todos. Um grupo democrático, onde todos os envolvidos têm poder de votar, opinar e participar. Sabemos que o senhor não está acostumado com essa tal democracia e até entendemos que seja difícil se adaptar, faz pouco tempo... O senhor tem razão quando diz que existe um calendário permanente desde 2003. E um calendário ruim desde então. Porque antes disso ele era péssimo. Mas o senhor conseguiu resolver todos os problemas do calendário do dia para a noite. Foi só limitar o número de jogos dos jogadores e não dos clubes e pronto, eis que melhoraremos a qualidade no espetáculo. Ou seja, a saída escolhida é o mesmo que encontrar um burro dentro de sua sala e pedir para trocarem o sofá, pois algo lhe parece estranho. Não nos diga que o senhor tem orgulho do calendário de apenas quatro meses de competição para a maioria dos clubes do Brasil. Talvez o senhor dê pulos de alegria quando vê a formula de disputa do Campeonato Paulista de 2014, que pode fazer com que um time seja campeão e rebaixado ao mesmo torneio. Desconfiamos até que o êxtase o atinja quando o senhor percebe a extraordinária estratégia de um time precisar ser desclassificado de uma competição nacional (Copa do Brasil) para se classificar para um torneio internacional (Copa Sul-Americana). Quanta genialidade! Responda-nos uma coisa: É justo que os times percam seus melhores jogadores quando há partidas das seleções simplesmente porque o campeonato daqui não para nas datas FIFA? Responder não parece ser seu forte, não é mesmo? Inclusive, esse "grupo de meia dúzia de jogadores" deve ser muito chato mesmo para exigir explicações tão "complicadas". De qualquer forma, e apesar de tudo, foi importante o senhor ter falado das Séries C e D e ressaltar a boa ação da CBF com essas duas competições. Mas veja, caro presidente, a fonte de receita da CBF é a Seleção Brasileira, fruto final do futebol jogado no país. Logo, usar parte desses recursos para subsidiar as competições para as quais a confederação não consegue receita não é caridade, é uma simples obrigação. Afinal, assim como os direitos sobre a NOSSA Seleção são da CBF, os deveres sobre o futebol brasileiro também devem ser. Só para lembrá-lo, é graças à grandeza do futebol brasileiro, construída por clubes e jogadores nos últimos 100 anos, que a CBF possui hoje, 14 legítimos patrocinadores. Logo, não basta cuidar apenas da Seleção, é preciso regar a raiz do nosso futebol. Outra coisa. Talvez o senhor não tenha lido, mas já falamos abertamente sobre os salários do futebol. E temos certeza de que o Fair Play Financeiro implementado de forma eficaz (não aquele de faz de conta da FPF) irá diminuir os salários. E mesmo cortando na nossa própria carne, continuaremos lutando pelo bem do futebol. Porque quem regula o salário pago aos jogadores é o mercado e se o gestor for obrigado a gastar apenas o que o clube arrecada, pagará menos a todos. O que gera salários astronômicos (e atrasados) é a falta de um dispositivo punitivo (esportivo e civil) a quem gasta mais do que ganha. Mas isso é encrenca política demais para alguém assumir em ano de eleição, não é? E para ajudar o Bom Senso FC a virar consenso de uma vez por todas, o Campeonato Brasileiro terminou de forma melancólica, dentro do tribunal! A frase: "Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas" não poderia se encaixar melhor nessa situação. A justiça desportiva se torna protagonista e o resultado de campo fica para trás. Sem discutir o mérito de quem está certo ou errado, a conclusão final é de que a CBF é que deveria ir para a segunda, terceira, quarta divisão. No fundo e para finalizar, a nossa expectativa é que a CBF, que se denomina entidade maior do futebol brasileiro, realmente assuma o seu papel de gestora do nosso esporte e participe do debate jogando, atuando, e não apenas assistindo. E antes que nos perguntem, as férias têm nos feito muito bem. Em janeiro nos vemos por aí. Boas Festas!
Bom Senso Futebol Clube
Por um futebol melhor, para quem joga, para quem torce, para quem apita, para quem transmite, para quem patrocina.
Por um futebol melhor para todos.

 

ISSO É JORNALISMO?


Cada dia me frustra um pouco mais a classe dos radialistas e jornalistas da qual faço parte há quase 50 anos. É verdade que os tempos em que comecei havia poucos radialistas e jornalistas que assim como eu também tinham suas preferências clubísticas.  Aliás, entendo que todos tem o direito de ter seu clube de coração, nada deve impedir isso. O que não dá para aceitar é se levar essa paixão pelo clube do coração para o microfone. Confesso que tenho ouvido coisas que dão “nojo”. É por isso mesmo que tenho me afastado cada dia mais do rádio. Não dá pra aceitar a distorção de fatos nos noticiários e também nas transmissões esportivas. No recente caso da Portuguesa de Desportos a situação extrapolou. Antes de se pronunciarem a respeito do que ocorreu, leiam o regulamento da competição, o Código Brasileiro Disciplinar de Futebol e depois emitam opiniões. Essa de que a Portuguesa de Desportos foi prejudicada não cabe. Quem prejudicou o clube foram os próprios dirigentes, despreparados para comandar o futebol. Agora duro é ver no face, ouvir no rádio, na televisão, e em outros canais as opiniões dos que se dizem entendedores do futebol. Um absurdo que ultrapassa todos os limites. E nisso se incluem as opiniões de jornalistas-torcedores cada dia mais presentes no jornalismo esportivo brasileiro. O jornalismo esportivo brasileiro está ficando cada dia mais pobre pela falta de profissionalismo. É isso aí.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

AFINAL...QUEM ERROU?


O julgamento que rebaixou a Portuguesa de Desportos nesta segunda-feira recolocou o Fluminense na Série “A” para o Campeonato Brasileiro de 2014. A decisão do STJD baseou-se no fato de que a punição de qualquer jogador deve ser cumprida a partir do veredito.  Deduz-se que a Portuguesa de Desportos negligenciou. Não posso acreditar que o clube sabendo da punição mesmo assim tenha escalado o jogador. Era um jogo apenas para cumprir tabela já que a equipe paulista estava livre do rebaixamento. Se houve falta de comunicação entre o jurídico e o departamento de futebol é de se lamentar. Puro amadorismo. Não dá pra entender de outra maneira. O STJD se limitou a julgar os fatos e a punir de acordo com o que estabelece o CBDF. É claro que cabe recurso. Ocorre que contra fatos não há argumento. É isso aí.

domingo, 15 de dezembro de 2013

ESTÃO ACABANDO COM O FUTEBOL


Essa de se dizer “ainda bem que o ano está terminando” não acrescenta nada a realidade que vivemos em nosso país. Foi um ano de manifestações, até necessárias para tirar nossas autoridades da letargia. Ficaram marcadas as depredações com infiltração de bandidos e vândalos em meio aos protestos do povo ordeiro deste país. Ainda esta semana na Avenida Paulista mais manifestações. O que não dá para entender é a permissão de manifestantes mascarados. Quem quer protestar não precisa esconder a cara. O que quero mesmo é falar é do nosso futebol que vai encerrando um dos seus piores anos desde que o acompanho como desportista e jornalista. Futebol de má qualidade, um campeonato que terminou e ainda tem recursos por julgar além dos problemas com as obras para a Copa do Mundo. Infelizmente ainda somos um país de Terceiro Mundo, despreparados para assumir responsabilidades maiores. Tudo começa lá em cima, por quem comanda esse país, passa por vários setores e termina no futebol. Sim no futebol que virou uma vergonha. Vergonha pelo comportamento das torcidas nos estádios. A maioria não vai aos estádios especificamente para ver os jogos. Infiltrados nas Torcidas Organizadas esses bandidos vão mesmo ao estádio para provocar brigas e até mortes. Sou a favor da proibição definitiva de torcidas organizadas nos estádios de futebol. Sou a favor de um policiamento mais rigoroso nos estádios à partir da revista individual dos torcedores. Não se pode admitir que fogos e armas apareçam dentro dos estádios. Precisa haver mais rigor na fiscalização. Que os estádios brasileiros possam ser frequentados em 2014 por quem quer ver os jogos e não brigas entre torcidas. É isso aí.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

BRASIL UM PAÍS VIOLENTO


O que aconteceu em Joinville é apenas reflexo de um país onde a violência se instalou por todos os lados. O cidadão brasileiro não tem mais segurança em sua própria casa que dirá em logradouros públicos. Assassinatos aos montões são registrados diariamente. A insegurança tomou conta. Assaltos a bancos e lojas, sequestros, roubos, chacinas, são registrados todos os dias nas grandes e nas pequenas cidades do Brasil. Agressões, brigas e tumultos nos estádios já ocorrem há décadas. Nossas autoridades se mostram frágeis e incompetentes diante do volume dessas ocorrências. O futebol brasileiro é pródigo em brigas e mortes. Ele que deixou de ser um esporte para se tornar num grande negócio, também deixou de ser um evento de lazer para o povo. As Torcidas Organizadas já deveriam ter sido banidas do esporte há muito tempo. A violência acontece dentro e fora dos estádios pela rivalidade que o futebol criou, pelas drogas que os jovens utilizam, pela falta de cultura, pela falta de respeito e pela falta de autoridade de nossos governantes. Todos esses ingredientes somados permitem que a violência ocorra não só dentro e fora dos estádios de futebol, mas em todos os lugares. As manifestações do povo com o envolvimento de vândalos e a quebradeira que passivamente as autoridades presenciaram comprovam que vivemos num país sem segurança. É isso aí.

domingo, 8 de dezembro de 2013

ACABOU MANCHADO


Terminou o Campeonato Brasileiro com imagens que correram o mundo que deve estar se perguntando: Esse é o país que vai promover a Copa do Mundo? Infelizmente esse é o país onde a violência tomou conta de tudo, sem exceção. O que as imagens mostraram na Arena de Joinville fecha a competição que teve o rebaixamento do campeão de 2012.

Resultados
A trigésima oitava rodada começou ontem com Náutico 1 x 0 Corinthians e Flamengo 1 x 1 Cruzeiro. E terminou hoje com Atlético Mineiro 2 x 2 Vitória, Bahia 1 x 2 Fluminense, Botafogo 3 x 0 Criciúma, Goiás 0 x 3 Santos, São Paulo 0 x 1 Coritiba, Portuguesa de Desportos 0 x 0 Grêmio, Internacional 0 x 0 Ponte Preta e Atlético Paranaense 5 x 1 Vasco da Gama.
Classificação
Cruzeiro campeão com 76 pontos ganhos, Grêmio Porto-Alegrense vice-campeão 65, Atlético Paranaense 64 terceiro colocado. Estes clubes tem garantida sua presença na Copa Libertadores da América do próximo ano. O Botafogo terminou em quarto lugar com 61 e está pré-classificado. Vai aguardar o desfecho da Copa Sul-Americana.
Em quinto Vitória 59 pontos saldo de 6 gols, Goiás 59, saldo de quatro. 7) -  Santos 57, saldo 13 gols, Atlético Mineiro 57, saldo de 11. 9) – São Paulo 50 com 14 vitórias, Corinthians 50, 11 vitórias, 11) Flamengo 49, 12) Portuguesa de Desportos 48 pontos 12 vitórias, saldo de mais 4 gols. Coritiba também 48, 12 vitórias, saldo negativo de 3 gols. Bahia 48, 12 vitórias, saldo menos 8 gols, Internacional 48 com 11 vitórias. 16) Criciúma 46 pontos, 13 vitórias, saldo negativo de 14 gols.
Fluminense 46 pontos, 12 vitórias (rebaixado), Vasco da Gama 44 pontos (rebaixado), Ponte Preta 37 (rebaixada) e Náutico (rebaixado).

sábado, 7 de dezembro de 2013

PERDENDO A CREDIBILIDADE



Estou evitando escrever sobre esse assunto há muito tempo. Mas, os amigos ficam me cutucando cobrando minha opinião. A cobrança é sobre a circulação dos grandes jornais brasileiros aos domingos e o comportamento das emissoras de rádio nesse dia. Primeiro os jornais. Já há muitos anos em São Paulo eu deparava com a venda dos jornais de domingo logo após o almoço de sábado nas esquinas, semáforos, à porta de restaurantes e nos postos de gasolina. Inicialmente comprei e com o advento da internet deixei de comprar. Por quê? Porque estampam algumas matérias interessantes, mas as notícias e os fatos que ocorreram no sábado depois do almoço e a noite como é que ficam? Hoje estava parado num semáforo da Rua Chile em Curitiba e me aparece um rapaz vendendo um exemplar do mais importante jornal do estado, edição de domingo. Para estar sendo comercializado às 13h30 deveria ter sido fechado no máximo até o meio dia.
O outro assunto diz respeito ao funcionamento das emissoras de rádio aos domingos. Exceto as grandes como Jovem Pan, CBN, Bandeirantes em São Paulo e algumas poucas de outras capitais mantém seu jornalismo reduzido sim, mas funcionando a pronto para qualquer ocorrência. É por isso que os jornais e as rádios brasileiras estão perdendo cada vez mais sua credibilidade. Perda maior para os jornais já combalidos pelo surgimento da internet. O rádio não fica longe. Tem rádio que deixa tudo gravado a partir do meio dia de sábado até segunda-feira às seis da manhã. Isso se chama falta de visão e profissionalismo. E depois não venham reclamar e demitir funcionários porque o faturamento caiu. Caiu pela incompetência dos gestores desses veículos. É isso aí.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O SORTEIO DA COPA


Site da CBF
Brasil e Croácia farão o jogo inaugural da XX Copa do Mundo dia 12 de Junho (quinta-feira) às 17 horas em São Paulo. No sorteio realizado hoje na Costa do Sauipe foram definidos os grupos e divulgada a tabela da primeira fase.
Sorteio
O secretário geral da FIFA, Jerôme Valcke, foi o responsável pelo sorteio com a participação direta de oito ex-jogadores campeões mundiais: Cafu (Brasil), Alcides Ghiggia (Uruguai), Mario Kempes (Argentina), Geoff Hurst (Inglaterra), Lothar Matthäus (Alemanha), Fabio Cannavaro (Itália), Zinedine Zidane (França) e Fernando Hierro (Espanha).
Grupos                                
“A” – Brasil, Croácia, México e Camarões
“B” – Espanha, Holanda, Chile e Austrália
“C” – Colômbia, Grécia, Costa do Marfim e Japão
“D” – Uruguai, Costa Rica, Inglaterra e Itália
“E” – Suíça, Equador, França e Honduras
“F” – Argentina, Bósnia, Irã e Nigéria
“G” – Alemanha, Portugal, Gana e Estados Unidos
“H” – Bélgica, Algéria, Rússia e Coreia do Sul
Jogos
A primeira rodada terá além de Brasil vs. Croácia no dia 12 mais quinze jogos. No dia 13, México vs. Camarões, 13 horas (Natal), Espanha vs. Holanda 16 horas (Salvador) e Chile vs. Austrália 18 horas (Cuiabá). Dia 14 às 13 horas Colômbia vs. Grécia (Belo Horizonte), 16 horas Uruguai vs. Costa Rica (Fortaleza, 19 horas, Costa do Marfim vs. Japão (Recife) e 21 horas Inglaterra vs. Itália (Manaus). Para o dia 15 teremos às 13 horas Suíça vs. Equador (Brasília), 16 horas, França vs. Honduras (Porto Alegre) e Argentina vs. Bósnia às 19 horas (Rio de Janeiro). Dia 16 às 13 horas Alemanha vs. Portugal em Salvador, 16 horas Irã vs. Nigéria (Curitiba) e Gana vs. Estados Unidos às 19 horas em Natal. O complemento da primeira rodada será no dia 17 de Junho com Bélgica vs. Argélia (13 horas) em Belo Horizonte, Rússia e Coreia do Sul (18 horas) em Cuiabá. Nesse mesmo dia o Brasil enfrentará o México às 16 horas em Fortaleza. O terceiro jogo da seleção brasileira acontecerá dia 23 às 17 horas em Brasília diante de Camarões.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

FESTA EMOCIONANTE DA CONFRARIA

Em pé: Faiçal, Capitão Hidalgo, Des. Antônio
Loyola, Oberdan, Cláudio Marques, Carvalho,
Zéquinha e Mosquito; Embaixo: Negreiros,
Célio Maciel, Ari Marques, Sidnei Bottini e
Aladim.
Foi realmente maravilhoso o último jantar da CONFRARIA DOS AMIGOS DA BOLA ontem à noite no Restaurante Cascatinha em Santa Felicidade. Mais de 70 pessoas presentes prestigiando esse encontro realizado sempre na primeira segunda-feira do mês e que completou dois anos em Outubro. Ex-jogadores, jornalistas, empresários estiveram presentes ao acontecimento. Foram homenageados os ex-craques Oberdan e o goleiro Célio Maciel que brilharam no Coritiba nos anos 70. Além das placas foram agraciados com camisas personalidades do Coritiba FC. A cerimônia foi comandada pelos companheiros José Domingos Borges Teixeira e Durval Monteiro, recordando detalhes da passagem de Oberdan e Célio Maciel pelo futebol paranaense. 

Negreiros e Oberdan ex-craques do Coritiba e
do Santos.
Prestigiaram o encontro os ex-jogadores Aladim, Ari Marques, Capitão Hidalgo, Carvalho, Cláudio Marques, Dreher, Célio Maciel, Gilberto César, Mosquito, Negreiros, Sidnei Bottini, Sicupira, Tião Abatiá e Zéquinha. Também prestigiaram o acontecimento o Dr. Rubens Recalcatti Delegado dos mais consagrados do Paraná, o sempre prestimoso Faiçal, Desembargador Antônio Loyola, Amilton Stival assessor da Secretaria da Copa do Mundo em Curitiba, Lia Comandulli (filha do grande jornalista Clemente Comandulli) e esposa, empresários Rubens Thá, Gilberto Andreassa Superintendente Comercial do Mercantil do Brasil, Seo Hauer filho de um dos fundadores do Coritiba FC, Paulo Malucelli da FM 95.7 e o treinador Arthur Bernardes do CA Paranaense.

Registro também para a presença dos jornalistas Dr. Clécio Hidalgo, Dr. Durval Monteiro Castilho, José Domingos Borges Teixeira, Osires Nadal, Joel Mendes, Luís Cláudio Nóbilo, Thiago-Lucca, Evilásio Pinheiro Junior, Marcelo Junior, Marcos Soutto, Roberto Caetano, Roberto Hinça ex-vereador e radialista, Chacon (o Roberto Carlos de Curitiba), Professor Cléber Hidalgo além de fãs dos ex-jogadores e dos homens de rádio do Paraná. Foram sorteados vários brindes entre os presentes e um quadro oferecido pelo caricaturista e pintor Dalton que também esteve presente ao evento.

O encontro iniciado às 19 horas prolongou-se até as primeiras horas da manhã desta terça-feira num ambiente dos mais descontraídos. Lá pelas 23h45 os ex-jogadores se reuniram numa rodada de bate-papo em que suas presenças no gramado e passagens históricas foram lembradas. Beleza de festa e lembrar que tudo começou há dois anos num papo no Restaurante Cascatinha a partir de uma ideia do Capitão Hidalgo. O próximo encontro o primeiro de 2014 está marcado para o dia 3 de Fevereiro.    

MORREU "EL VERDUGO"

Pedro Virgílio Rocha Franchetti que faria 71 anos nesta terça-feira faleceu ontem em São Paulo vítima de atrofia do mesencéfalo, doença degenerativa que o acompanhava há cinco anos. Filho de pai brasileiro e mãe uruguaia foi um dos maiores jogadores da história do futebol. Além de craque era um “gentleman” fora dos gramados. Lá dentro dava o sangue pela camisa que vestia e não admitia moleza de seus companheiros.  Bati longos papos com ele quando pela Jovem Pan acompanhava os jogos do São Paulo pelo país afora. Rocha sempre foi um bom papo. Ao lado de Randal Juliano trocamos muitas ideias e sempre vimos nele além do jogador excepcional que foi uma pessoa atenciosa com todos. Marcou época no futebol uruguaio onde começou sua carreira sendo campeoníssimo pelo Penarol. Conquistou títulos nacionais, da Libertadores e foi bicampeão mundial de clubes pelo time uruguaio.  

Chegou ao São Paulo em Setembro de 1970 depois da Copa do Mundo do México. No tricolor paulista foi um dos maiores ídolos. Saiu do São Paulo em 1977 para jogar no Coritiba e depois no Palmeiras, Bangu e no Monterrey do México.  Encerrou sua brilhante carreira em 1980. Defendendo o Uruguai em quatro mundiais. Foram 52 partidas pela Celeste Olímpica com 17 gols assinalados. No Peñarol marcou 81 gols em 159 jogos, pelo São Paulo disputou 375 partidas marcando 113 gols. Tornou mais tarde treinador passando pelo Mogi Mirim, Portuguesa de Desportos e Internacional. Recebeu de um escritor uruguaio o apelido de "El Verdugo" porque fazia o que queria com a bola e acreditava totalmente nele. Ouça um dos gols de Pedro Rocha marcado em 1976 na goleada do São Paulo sobre a Portuguesa de Desportos por quatro a zero.

domingo, 1 de dezembro de 2013

RESTAM QUATRO VAGAS



Site do CA Paranaense
Com a definição do campeão (Cruzeiro), do Grêmio Porto-Alegrense para a Libertadores, Ponte Preta e Náutico rebaixados, o Campeonato Brasileiro terá na sua rodada final com certeza muitas emoções. Duas vagas para o G4 e duas para o rebaixamento só serão definidas nos jogos de domingo.
Os resultados do final de semana Corinthians 0 x 0 Internacional, Fluminense 2 x 2 Atlético Mineiro (ontem), Coritiba 2 x 1 Botafogo, Ponte Preta 0 x 2 Portuguesa de Desportos, Criciúma 1 x 0 São Paulo, Vitória 4 x 2 Flamengo, Cruzeiro 1 x 2 Bahia, Vasco da Gama 2 x 0 Náutico, Santos 2 x 1 Atlético Paranaense e Grêmio Porto-Alegrense 1 x 0 Goiás (hoje) não foram suficientes para a definição total do campeonato.
G4
Na parte de cima o chamado G4 restam duas vagas com quatro times na disputa. Atlético Paranaense (61), Goiás (59), Botafogo e Vitória com 58 são os candidatos. Atlético Paranaense e Goiás dependem de si para garantir as vagas. O Atlético poderá até empatar com o Vasco da Gama que se classificará. Já o Goiás precisa vencer o Santos para não depender de outros resultados. Empatando terá que torcer por derrotas do Botafogo e do Vitória. O Botafogo precisa vencer o Criciúma e torcer por um tropeço do Atlético Paranaense, Goiás ou Vitória. Já o Vitória necessita bater o Atlético Mineiro e torcer por empates ou derrotas de Goiás e Botafogo.
Descenso
Site do Coritiba FC
Na zona de rebaixamento Ponte Preta 36 pontos e Náutico 17 já estão rebaixados, O Fluminense com 43 pontos só não cairá se vencer o Bahia em Salvador e Coritiba e Vasco da Gama forem derrotados. Empatando ou perdendo amargará a Série “B” em 2014. O Vasco da Gama para se safar tem que vencer o Atlético Paranaense em Joinville e torcer por uma derrota do Coritiba ou Criciúma. O time paranaense do Coritiba para evitar qualquer outro cálculo necessita vencer o São Paulo. Se empatar ou perder vai depender das derrotas do Vasco da Gama (*) e do Fluminense. O Criciúma só será rebaixado se perder para o Botafogo e contar com os triunfos do Coritiba e do Vasco da Gama. Embora com 47 pontos o Internacional de Porto Alegre ainda corre risco de ser rebaixado. Para que isso ocorra teria que perder para a Ponte Preta em Caxias do Sul e contar ao mesmo tempo com empate do Criciúma, vitória de Coritiba e Vasco da Gama (**). A Portuguesa de Desportos embora com os mesmos 47 pontos do time gaúcho livrou-se do rebaixamento por somar 12 vitórias, uma a mais que a equipe colorada.
(*) – Perdendo o Coritiba e o Vasco empatando os dois se igualariam em 45 pontos. O desempate seria no saldo de gols. Neste momento o Coritiba tem saldo menos de 4 e o Vasco da Gama de menos 7 gols.
(**) Acontecendo vitórias de Coritiba e Vasco da Gama e empate do Criciúma o Internacional perderia pelo critério de vitórias. Ele tem 11 e Coritiba e Vasco da Gama chegariam a 12 enquanto que o Criciúma já tem 13.  
Classificação
Depois de cumprida a trigésima sétima rodada o Cruzeiro campeão tem 75 pontos seguido de Grêmio Porto-Alegrense 64, Atlético Paranaense 61, Goiás 59, Botafogo e Vitória 58, Atlético Mineiro 56, Santos 54, São Paulo e Corinthians 50, Flamengo e Bahia 48, Portuguesa de Desportos e Internacional 47, Criciúma 46, Coritiba 45, Vasco da Gama 44, Fluminense 43, Ponte Preta 36 e Náutico 17.
Última rodada
A princípio todos os jogos estão marcados para as 17 horas de domingo (8). Teremos Atlético Mineiro vs. Vitória, Goiás vs. Santos, Flamengo vs. Cruzeiro, Bahia vs. Fluminense, Botafogo vs. Criciúma, Internacional vs. Ponte Preta, Atlético Paranaense vs. Vasco da Gama, Náutico vs. Corinthians e São Paulo vs. Coritiba.

sábado, 30 de novembro de 2013

RADIAIS E ESPORTIVAS


Dois catarinenses (Chapecoense e Figueirense) subiram, dois paulistas (Guaratinguetá e São Caetano) foram rebaixados para disputar a Série “C”, terceira divisão d futebol brasileiro em 2014. A última rodada cumprida ontem e hoje teve a derrota do Palmeiras para a Chapecoense por um a zero e mais: Bragantino 1 x 1 Figueirense, Ceará 0 x 3 Joinville, Paraná Clube 2 x 0 Icasa, Atlético Goianiense 2 x 0 Guaratinguetá, América de Natal 2 x 2 Oeste, Sport 0 x 0 Paysandu (hoje), América de Minas 0 x 0 ABC, ASA 1 x 0 São Caetano e Avaí 1 x 0 Boa Esporte (ontem).
Assim Palmeiras com 79, Chapecoense 72, Sport 63, Figueirense 60 garantiram acesso a Série “A” para o próximo ano. Foram rebaixados Guaratinguetá com 41 pontos, Paysandu 40, São Caetano 36 e ASA 35.
Os times que permanecerão na Série “B”: Icasa, Joinville e Ceará com 59, Paraná Clube e América de Minas 57, Avaí 56, Boa Esporte 50, Bragantino e América de Natal 47, ABC e Oeste 46 e Atlético Goianiense 44.
A estes se juntarão os quatro a serem rebaixados da Série “A” e mais Santa Cruz do Recife, Sampaio Correa do Maranhã, Luverdense de Lucas do Rio Verde (Mato Grosso) e Vila Nova de Goiânia.
O rádio de Curitiba promete muitas novidades para 2014. O Grupo RPC que engloba a afiliada da Rede Globo em Curitiba, Ó TV, jornais Gazeta do Povo, Tribuna do Paraná, rádios 98FM, Mundo Livre 93.9 FM e Rádio Continental am1270 poderão retransmitir a Rádio CBN no próximo ano. Informações dão conta que o Grupo J.Malucelli que retransmite as rádios Globo e CBN estaria por perder a concessão da CBN. Com isso a CBN seria retransmitida em Curitiba pela 93.9 FM hoje Mundo Livre. Com isso a equipe esportiva da 98FM seria transferida para a CBN.
O Grupo J.Mallucelli que tem a concessão das rádios 90.1 FM hoje CBN, Band News 96.3 e Rádio Globo am670 será que continuaria veiculando a emissora AM do Sistema Globo de Rádio? E o que seria da 90.1 FM hoje CBN. Todas essas informações poderão ser confirmadas até o final do ano.
Dado Cavalcanti após o triunfo do Paraná Clube sobre o Icasa anunciou sua saída do clube. O Coritiba seria um dos interessados em seu concurso. Para o tricolor das vilas fala-se na contratação de Marquinhos Santos, ex-treinador do Coritiba.
Na foto em pé: Lori Sandri, Aladim, Dionísio
Filho, Dreher,Capitão Hidalgo, Oberdan e
Cláudio Marques; embaixo Sidnei Bottini e
Célio Maciel.
Na próxima segunda-feira (2) de Dezembro acontecerá o último encontro do ano da CONFRARIA DOS AMIGOS DA BOLA, idealizado pelo Capitão Hidalgo, ex-jogador, hoje comentarista esportivo. A reunião que acontece sempre na primeira segunda-feira do mês reúne jogadores, ex-jogadores, jornalistas, ex-jornalistas e empresários do meio da comunicação de Curitiba. Para o evento de segunda-feira estão confirmadas as presenças de Oberdan ex-zagueiro do Santos, Coritiba e Grêmio e do ex-meio campista Negreiros revelado pelo Santos e que teve grande passagem pelo Coritiba nos anos 70. O encontro como sempre será no Restaurante Cascatinha em Santa Felicidade a partir das 19 horas.
O que está ocorrendo com a Bradesco FM Esportes de São Paulo já era esperado para quem é do meio. Começou de forma errada, continuou errando e agora se vê reduzida a uma emissora que vai tocar música e também veicular o esporte. No Rio a Bradesco FM Esportes com José Carlos Araújo vai continuar, pelo menos por enquanto.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

VENCEU QUEM TEVE COMPETÊNCIA


Como já escrevi o futebol de tem aspectos indesmentíveis apesar dos “gênios” do meio. Primeiro: cobrança de penalidade máxima ou mais do que uma nunca foi e nunca será “loteria”. Penalidade máxima é competência. E ponto. Segundo: “torcida” não ganha jogo. Ajuda no incentivo, porém não entra em campo para jogar. E ponto. Terceiro: a decisão da Copa do Brasil mostrou mais uma vez que ganha quem tem competência pra isso. E foi o que aconteceu na decisão que deu ontem à noite ao CR Flamengo o título de campeão e o direito a ser um dos nossos representantes na próxima Copa Libertadores da América. O Atlético Paranaense não foi bem nas duas partidas, não repetindo o que fez na maioria das suas 17 vitórias no Campeonato Brasileiro que o colocam neste instante em segundo lugar. Foi vice-campeão da Copa do Brasil porque deveria ter feito o resultado no jogo de ida, pois jogava em casa. Não fez. Ontem começou a todo vapor, mas aí a ausência de Léo e Everton acabaram pesando. A velocidade e os lançamentos especialmente para Marcelo não surtiram o resultado desejado. O seu meio de campo não trabalhou a bola como em jogos anteriores e Paulo Baier ficou perdido, Ederson isolado e os chutes à gol jejuaram. O Flamengo soube segurar o empate na primeira partida e ontem foi mais time, criou mais oportunidades, chutou mais em gol e fez dois que lhe deram o título. Parabéns ao time rubro-negro carioca, parabéns ao time rubro-negro paranaense. Paranaenses que pela terceira vez consecutiva (2011-2012) com o Coritiba e agora com o Atlético foram vice-campeões. Estiveram perto do título, mas não o alcançaram. Resta ao Atlético nos jogos diante do Santos e do Vasco da Gama pelo Campeonato Brasileiro garantir a vaga da Libertadores. Tem time pra isso, desde que volte a jogar o futebol que encantou a todos nós. É isso aí.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

NOITE DE DECISÕES... QUEM LEVA?


Copa do Brasil - Nova Taça -
Poucas vezes na história das decisões aconteceram jogos de alto nível. Normalmente sobram emoções, mas falta aquele algo mais que o futebol e só o futebol pode oferecer. O que antecipar para as decisões desta noite. Em Mogi Mirim Ponte Preta e São Paulo fazem o jogo de volta cujo vencedor estará na final da Copa Sul-americana. No jogo de ida a Ponte Preta surpreendeu o São Paulo dentro do Morumbi vencendo por três a um. A Ponte Preta poderá perder por dois gols de diferença que estará classificada para a final. E o São Paulo conseguirá reverter?
No Maracanã no jogo dos rubro-negros o campeão estará garantindo sua participação na Copa Libertadores da América do próximo ano. Houve empate em um gol na partida da quarta-feira passada. A propósito o primeiro jogo não teve qualidade. Teve sim muitas faltas, chutões e simulações. Para o jogo de hoje o Flamengo terá com certeza 50 mil torcedores ao seu lado e o Atlético uns 5 a 6 mil. Essa de se dizer que torcida ganha jogo é coisa que a imprensa inventou há décadas. Torcida apoia, mas não entra em campo e por extensão não pode jogar. Esse jogo não tem favorito em minha opinião apesar do time paranaense não poder contar com o lateral Léo como já ocorreu no primeiro jogo e Everton que é uma das suas senão a principal figura do time. O Atlético que está na vice-liderança do Campeonato Brasileiro se tiver a aplicação que teve na maioria dos jogos dessa competição dificilmente perderá. O Flamengo melhorou nas mãos de Jaime de Almeida, entretanto continua com muitos altos e baixos. De qualquer maneira vou torcer que tenhamos uma decisão que justifique Flamengo e Atlético Paranaense na final da Copa do Brasil. É isso aí.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

OS QUAIS, QUAIS, QUAIS DO FUTEBOL


Pouco mudou com os jogos da trigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Quase todos os resultados foram normais. Eu disse quase todos, não todos. A suspeita levantada sobre o jogo Vasco da Gama e Cruzeiro continua na ordem do dia. Tenho a ligeira impressão que não vai passar de mera suspeita. Outro questionamento foi feito ontem sobre a utilização de jogadores que atuaram por mais de um clube e que poderiam estar irregulares. E a notícia sobre a greve que os jogadores poderiam realizar não entrando em campo na última rodada do Campeonato Brasileiro também foi assunto. Com a qualidade em segundo plano nos campeonatos brasileiros deste ano passaram a serem explorados esses e outros assuntos que acabaram por ganhar destaque nos jornais, sites, blogs, rádios e televisões. Acontece que estamos na reta final dos campeonatos em que os campeões de ambas as séries já são conhecidos, já receberam os troféus enquanto outros lutam para seguir nas mesmas competições em 2014, outros para pegar uma vaga pra Libertadores e outros ainda para não ser rebaixados. Enquanto isso os estaduais do próximo ano já foram definidos em sua maioria. Poucas novidades também e como sediaremos a Copa do Mundo o futebol nacional deve passar para o plano secundário. É isso aí.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

MORREU NELSON TÓFANO

Nelson e Hilda (1986)
Faleceu sábado dia 23 em Blumenau o ex-deputado, ex-vereador e ex-radialista Nelson Tófano, 82 anos, paulista de Presidente Bernardes. Nelson atuou no rádio de Londrina, Curitiba, Blumenau e Tubarão consagrando-se com programas que lideravam a audiência nas emissoras pelas quais passou. Nelson se tornou meu compadre em 1971. Conheci Nelson Tófano em 1960 e a partir de 1964 trabalhamos juntos na Rádio Nereu Ramos de Blumenau.


Nelson Tófano (de óculos) ao lado do meu
também compadre Osmar Rosini e da filha
 Luciana (1986) 
Os mais antigos devem se lembrar do “Onde está o ouvinte está a Rádio Nereu Ramos” que Nelson Tófano apresentava às 13 horas visitando a casa do ouvinte. Era um programa de perguntas, prêmios e até de revelação de cantores. “Você faz o programa” era outra marca registrada de Nelson Tófano na Nereu que começava com um batuque na mesa do estúdio e a cantoria “Doutor Waldemar, Waldemar doutor, mas doutor Waldemar, Waldemar doutor” numa alusão ao seu amigo Waldemar Rudolf, alfaiate da cidade.
Nelson Tófano também criou personagens para o humorismo e radionovelas da emissora. Produzia os scripts e interpretava ao lado de Jeni Lino, Waldir Wandal, Luiz Carlos Gutierrez entre outros.


Nelson Tófano (2009)
Em 1967 por sugestão de Evelásio Vieira (Lazinho) diretor da emissora elegeu-se vereador na cidade de Blumenau. A seguir em 1971 acabou sendo eleito deputado estadual. Casado com Hilda Schwarz de tradicional família blumenauense, Nelson permaneceu por algum tempo depois como responsável pela área de rádio da Assembléia Legislativa de Santa Catarina. Há questão de uma semana sofre uma queda em sua residência na cidade de Blumenau onde morava ultimamente. Na queda sofreu a fratura do ombro que comprometeu sua saúde. Nelson Tófano veio a falecer no sábado dia 23 e teve seu corpo cremado ontem (24) em Balneário Camboriú. Era filho de Miguel e Idalina Sebriani Tófano e tinha cinco irmãos.


domingo, 24 de novembro de 2013

FUTEBOL BRASILEIRO ESTÁ MORRENDO


Cada vez mais o futebol brasileiro vai decretando a sua própria morte. Superfaturamento nas obras para a Copa do Mundo, escândalos e mais escândalos revelados à cada dia nos noticiários. Agora a situação chega com maior visibilidade ao gramado. Já não bastasse o São Paulo colocar em campo um time reserva que serviu para ajudar o Fluminense a fugir do rebaixamento agora o campeão brasileiro deste ano deu as cartas. A “leitura labial” feita pela TV Globo mostra claramente que o Cruzeiro facilitou as coisas para que o Vasco da Gama vencesse o jogo de ontem à noite no Maracanã. As vésperas da Copa do Mundo o futebol brasileiro mostra a sua cara com atitudes vergonhosas e que merecem repúdio total. Que moral tem esses times para cobrar os demais times. E os demais times também passam a ficar sob suspeita de acertos. Coritiba com 41 pontos (jogos contra Internacional, fora, Botafogo em casa e São Paulo, fora), Bahia, 42 (Portuguesa em casa, Cruzeiro, fora e Fluminense em casa), Criciúma 43 (São Paulo em casa e Botafogo fora) que se cubram. São os fortes candidatos (?) pelas duas vagas que restam para o rebaixamento. Infelizmente o futebol brasileiro que já não atravessa uma boa fase ainda se enterra na lama a cada dia um pouco mais. E não adianta pedir uma CPI para apurar os fatos. O Brasil passou a ser um país onde a “impunidade” passou a jogar em todas as áreas. O torcedor está sendo “ENGANADO” a cada dia pelos dirigentes. Agora tem uma coisa: os jogadores deveriam ter vergonha na cara e não compartilhar desses esquemas. É isso aí.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

ESTARIA VIRANDO O FIO?


No futebol brasileiro quando uma equipe começa a cair de produção costuma se dizer que “está virando o fio”, “está na descendente”. Isso se verifica em quase todas as competições. Um time começa bem e daqui a pouco começa a desandar. Embora em competições diferentes é o que dá a entender o Atlético Paranaense. Time que saiu lá de baixo foi chegando até ocupar a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Contou com isso com muito equilíbrio, ótimo preparo físico e mais que isso, jogando um futebol que encantou a todos. Nos jogos contra Criciúma e Botafogo pelo Campeonato Brasileiro mostrou uma queda brutal. Ontem na primeira partida decisiva da Copa do Brasil não encontrou seu futebol. Time disperso, jogadores aceitando as provocações adversárias e frustrando sua grande torcida. Jogadores importantes com Paulo Baier, Ederson e outros não repetindo suas grandes atuações do Campeonato Brasileiro. E o pior de tudo não foi só o empate em um gol com o Flamengo, mas perder Everton um de seus mais importantes jogadores para o jogo de volta assim como já havia perdido Léo. Ficou difícil, não impossível para o Furacão dar a volta por cima. É isso aí.

domingo, 17 de novembro de 2013

VEXAME PARANAENSE!


É o que os torcedores do Atlético, Coritiba e Paraná Clube estão dizendo neste final de semana. Em uma semana os representantes do futebol paranaense perderam seis jogos. Perderam todas as partidas disputadas. O Atlético na quarta-feira para o Criciúma por dois a um e ontem para o Botafogo por quatro a zero. Quem assistiu aos jogos disse que o “Furacão” não passou de uma leve “brisa” nesses jogos decepcionando a todos. E a preocupação segundo o comentarista Mário Henrique da RB2 fica por conta dos jogos decisivos contra o Flamengo na Copa do Brasil e sua permanência no G4 para ir a Libertadores. É o tal negócio: você tem dois coelhos na mão e de repente os dois escapam. Não vi esses jogos, mas alguma coisa ocorreu fora da normalidade. Vejamos se o Atlético volta a jogar o futebol que encantou na quarta-feira na primeira decisiva contra o Flamengo. Já o Coritiba perdeu na quarta-feira para o Corinthians, uma equipe mais categorizada e que soube aproveitar os erros do time paranaense para construir a vitória. Ontem na derrota para o Criciúma o time teve um comportamento razoável no primeiro tempo, começou bem a fase final e depois foi o que se viu. Pior de tudo é o presidente do clube ouvido pelo repórter Paulo Mosimann na RB2 ao final do jogo definir como “vagabundos” os jogadores sem declinar os nomes. Falta total de equilíbrio. O Coritiba está seriamente ameaçado de ser rebaixado. Tem ainda três jogos contra o Internacional em Caxias do Sul, Botafogo no Couto Pereira e na última rodada enfrentará o São Paulo fora de casa. Dependendo dos resultados deste domingo pode terminar a rodada na zona de rebaixamento. E o Paraná Clube que vinha fazendo uma boa campanha com amplas chances de voltar à divisão principal de repente virou o fio e desandou a perder. Terá mais um ano para voltar a Série “A” se houver condições financeiras para isso. Esse é um dos problemas que o clube enfrenta desde que caiu para a Série “B”. Semana triste para os times paranaenses, por conta dos seus próprios erros. É isso aí.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O VERDADEIRO CAMPEÃO


Existem coisas no esporte chamado futebol que os torcedores precisam analisar com a razão e não com a paixão. Primeiro que um campeonato por pontos corridos premia o time que teve competência para superar seus adversários ao longo da competição. O que se tinha antes da adoção do atual sistema de disputa sempre deixou dúvidas quanto a quem realmente foi o melhor. Tudo porque quando se classificam os oito primeiros depois de dois turnos de disputa poucas vezes o que realizou a melhor campanha chegava a final. Temos como exemplo o campeonato de 2002 quando o São Paulo somou 52 pontos. Acabou eliminado pelo Santos no confronto direto da segunda fase. O time alvinegro tinha somado 39 pontos na primeira etapa. Depois é verdade cresceu e chegou ao título. Não tiro os méritos da conquista peixeira; o que está em discussão é na verdade a forma de disputa de uma competição e que se possa chegar mais perto da realidade do que se viu em campo.
Mas, o assunto hoje é o Cruzeiro EC que pela terceira vez (1966-2003-2013) conquista um campeonato brasileiro. E o fez com todos os méritos antecipando o título a quatro rodadas do final ao derrotar ontem à noite o Vitória por três a um em Salvador
Foram 34 jogos até aqui com 23 vitórias, 5 empates, 6 derrotas, 72 gols a favor, 30 contra, 74 pontos ganhos e um aproveitamento de 72%. Méritos a Marcelo Oliveira, ex-jogador do Atlético Mineiro e Botafogo, ex-treinador do Paraná Clube, Coritiba e Vasco da Gama que contra tudo e contra todos mostrou sua qualidade como treinador.
O time das cinco estrelas na conquista do Campeonato Brasileiro de 2013 uniu jogadores desacreditados e mostrou sua superioridade sob todos os aspectos. Acabou com isso recuperando alguns profissionais que já eram dados como ultrapassados. Parabéns ao time mineiro pela grande conquista.
Repúdio a torcida cruzeirense pelos atos de vandalismo praticados em Belo Horizonte. Não podem ser reconhecidos como torcedores, mas como bandidos, vândalos que infelizmente tomaram conta das ruas em nosso país este ano. É hora de se dar um basta a essa situação filtrando e separando o joio do trigo para o bem do futebol. É isso aí.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

FUTEBOL DE ARQUIBANCADA


Presenciei Atlético Paranaense e São Paulo aqui em Curitiba. O Furacão sobrou em campo. Atropelou o São Paulo que até sofrer o primeiro gol teve uma chance clara com Aloísio. Três a zero para o Atlético até que ficou de bom tamanho pelo que o São Paulo não jogou. Encerrada a partida a explicação foi o cansaço do time. O time paranaense esbanja um preparo físico invejável por conta da equipe comandada pelo Professor Moraci Santana. É o time de melhor preparo físico e que joga um futebol consciente com objetivos bem definidos por Wagner Mancini. A torcida lamenta apenas que Mancini não estivesse no comando da equipe desde o início do campeonato. Com certeza o time rubro-negro estaria disputando pau-a-pau o título com o Cruzeiro.
Vanderlei Luxemburgo acabou demitido pelo Fluminense nesta segunda-feira. Não foi exatamente pela derrota de ontem contra o Corinthians, mas pelo conjunto da obra. Derrotas e mais derrotas. São quinze (15) derrotas, nove (9) empates e nove (9) vitórias com trinta e cinco (35) gols marcados e quarenta e dois (42) sofridos. Pelo andar da carruagem o Fluminense que foi o campeão brasileiro de 2012 poderá ser rebaixado para a Série “B” este ano.
Os dirigentes dos clubes não respeitam mesmo seus torcedores. Para o segundo jogo decisivo da Copa do Brasil marcado para o dia 27 no Maracanã o Flamengo aumentou abusivamente o preço dos ingressos. Consta que o preço irá de 400 a 800 reais. O Flamengo que é um clube popular a exemplo do Corinthians está querendo elitizar o futebol. Pode dar com os “burros n´água”. O torcedor prestigia o time o ano inteiro e quando chega na hora do “filé mignon” querem explorá-lo. Os clubes demonstram a cada dia a falta clara de organização. Gastam além da conta e depois querem descontar nos torcedores.
E por falar nisso ouvi ontem uma que me deixou com a pulga atrás da orelha lá no Estádio Durival Britto e Silva assistindo Atlético Paranaense e São Paulo. Companheiro da crônica esportiva de Curitiba comentando com torcedores: “Você viu... fulano de tal comprou 450 passagens aéreas para o jogo final entre Flamengo e Atlético no Maracanã dia 27. Pagou 650 e está revendendo por 1.800 reais cada uma”. Não tenho nada com isso, mas que isso é um caso de polícia, com certeza é. O futebol virou um esporte para aproveitadores de momento. Todo mundo querendo se beneficiar com o futebol.
Teve gente “secando” o brasileiro Diego Costa convocado para jogar dois amistosos pela Seleção Espanhola. Jogando pelo Atlético de Madrid sofreu rotura fibrilar no adutor mediano do musculo na coxa direita. O problema surgiu no empate do final de semana diante do Vilarreal. E pra variar já teve jornalista escrevendo que teria sido praga de Luiz Felipe Scolari. Esse é o jornalismo esportivo brasileiro dos dias de hoje.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

MORREU MAIS UM CAMPEONÍSSIMO


Em pé da esquerda para a direita: Nilson Greul, Eudes,
Robertão, Barreira, Romeu, Paraguaio, Paraná, Ézio,
Orlando e Jurandir: Agachados na mesma ordem Lila,
Maqui, Quatorze, Mauro, Rodrigues, Jóca, Ronald e o
massagista Frederico Capela.
No ano que iniciei no rádio (1964) na Rádio Nereu Ramos de Blumenau o futebol local teve três clubes representando a cidade no Campeonato Estadual: Grêmio Esportivo Olímpico, Guarani Futebol Clube e Palmeiras Esporte Clube. O Guarani como campeão da cidade de 1963, o Palmeiras como vice e o Olímpico como convidado representaram Blumenau no campeonato que terminou em 1965 com o Grêmio Esportivo Olímpico conquistando o título. Esse time dirigido por Aducci Vidal que já havia sido campeão estadual pelo clube em 1949 como jogador. Foi meu primeiro ano como narrador esportivo e logo com um time da cidade vencendo a competição.
Em pé Frederico Capela (massagista), Robertão, Nilson
Greul, Mauro, Orlando, Barreira e Jurandir: abaixados
Lila, Rodrigues, Paraná, Jóca e Paraguaio.
E nessa equipe jogadores contratados na época a peso de ouro junto a clubes de São Paulo e do Paraná como Lourival Barreira (goleiro) e Robertão (zagueiro) junto ao São Paulo FC, Orlando (lateral) do Nacional da Comendador Souza, Jurandir (lateral esquerdo) de Ponta Grossa, Eudes, Rodrigues, Jóca e Ronald do Coritiba FC, Ézio (goleiro) que jogava no Palestra Itália de Curitiba entre outros. Esses se juntaram a Nilson Greul, Romeu Fischer, Mauro, Paraná, Lila, Maqui que atuavam no clube e mais Paraguaio do Tupi de Gaspar e Quatorze do Vasto Verde.
Quatorze e Mauro
Esse timaço tinha Mauro Longo e Carl Heinz Faber (Paraná) como os homens que mandavam no meio de campo. Foram craques que hoje seriam supervalorizados e com certeza jogariam no exterior. Tudo isso pra dizer que depois do treinador Aducci Vidal, Romeu Fischer, Paraná, Paraguaio, Rodrigues, Jóca, Ronald, Quatorze, faleceu na terça-feira em Blumenau aos 73 anos Mauro Longo. Hoje o Grêmio Esportivo Olímpico pratica futebol formando atletas tendo se tornado num grande clube social da cidade de Blumenau.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

UMA DECISÃO RUBRO-NEGRA


Clube Atlético Paranaense e Clube Regatas Flamengo vão decidir a Copa do Brasil deste ano. Será uma final rubro-negra que dará ao vencedor não só o título como o direito a disputar a Copa Libertadores da América do próximo ano. Os jogos finais acontecerão dia 20 em Curitiba e dia 27 no Rio de Janeiro.

O Flamengo repetiu no Maracanã o placar do primeiro jogo vencendo novamente o Goiás por dois a um. Hernane e Elias marcaram para os cariocas, Eduardo Sasha descontou, tudo isso no primeiro tempo. O Flamengo vai encontrando sua melhor forma de jogar sob a orientação de seu ex-zagueiro Jaime de Almeida. O jogo no Maracanã foi dirigido pelo gaúcho Leandro Pedro Vuaden. Renda: R$ 3.375.410 com 49.421 pagantes, 56.224 o público total.

Na Arena Porto-Alegrense o Atlético Paranaense jogou com o regulamento. Havia vencido o primeiro jogo em Curitiba por um a zero e o empate seria suficiente. E foi o que aconteceu. Foi um jogo de má qualidade com chutões para todos os lados. O Grêmio criou pelo menos umas oito chances reais de gol, mas a ruindade de seus atacantes e o goleiro Weverton (o melhor do jogo) impediram o gol. O Grêmio é aquilo que escrevi depois do primeiro jogo; um time sem padrão de jogo em que jogadores como Kleber, Barcos tentam decidir individualmente. E Kleber precisa ser orientado para jogar futebol e deixar de lado sua forma violenta de participar. Depois de encerrada a partida ele voltou a se envolver com o lateral Léo e ambos foram expulsos. Quanto ao Furacão chega à primeira vez a decisão da Copa do Brasil. Chega com um time de muita raça, pouca objetividade ofensiva e carência de gols. Com firmeza dirigiu o jogo de ontem o carioca Marcelo de Lima Henrique. Renda: R$ 2.061.192 com 41.234 pagantes, 43.899 o público total.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

FUTEBOL É DO POVO E PARA O POVO


Não aguento mais os comentários do ex-presidente do Corinthians que dizem quer ser presidente da CBF. Aí mesmo que o nosso futebol vai para o espaço. Esse senhor que aumentou as dívidas do Corinthians na sua gestão volta e meia resolve criticar outros clubes, mais especificamente o São Paulo FC. Não tenho, nem quero ter procuração para defender ninguém. Com quase cinco décadas no jornalismo esportivo não posso concordar com as arbitrariedades que hoje tomaram conta do futebol brasileiro. Futebol de pouca qualidade, futebol de salários fora da realidade e de dirigentes desqualificados. Reclamar que o São Paulo baixou os ingressos é coisa de quem não conhece nosso futebol. Ele quer tirar o povo dos estádios. Aliás, fez isso quando presidente do clube cobrando ingressos fora da realidade nos jogos realizados no Pacaembu. O futebol sempre foi um esporte popular em nosso país. De uns tempos a essa parte os “gênios” que apareceram entenderam que ele deveria se transformar num esporte elitizado. Estádios com menor capacidade, preços altos e grandes lucros, sem pensar no torcedor e na qualidade do futebol. Por ser um esporte popular o futebol brasileiro deveria ter preservado estádios com capacidade para 100 mil pessoas. Acontece que a televisão para levar sua parte na fatia resolveu bancar os direitos dos campeonatos sem se preocupar com o torcedor nos estádios. A televisão quer o torcedor fora dos estádios, em casa, comprando os pacotes para assistir seu time jogar.  É exatamente isso que está acontecendo. O Brasil é um país com 200 milhões de habitantes e com muita pobreza espalhada. Nós não estamos na Europa. Ainda somos um país do terceiro mundo onde se rouba cada vez mais. É isso que ninguém leva em conta. Futebol é coisa de brasileiro. Os clubes a partir dos seus dirigentes são os grandes culpados da situação atual. Inflacionaram o futebol pagando salários astronômicos para jogadores de pouco talento. É hora de acordar para a realidade adequando salários, estabelecendo preços para os ingressos com a importância e a qualidade dos jogos. É isso aí.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

SÓ PENSANDO NO DINHEIRO


André Sanchez ex-presidente do Corinthians não se cansa de alfinetar o São Paulo FC desde que teve uma queda de braço com o presidente Juvenal Juvêncio. De lá para cá tirou o Corinthians do Morumbi e diminuiu a receita dos seus jogos atuando no Pacaembu. Claro que ele como presidente deveria saber o que estava fazendo. Seu sucessor manteve o clube longe do maior estádio particular do Brasil. Hoje Sanchez voltou a atacar o São Paulo por ter reduzido o preço do ingresso de seus jogos. Os 50 mil torcedores que o São Paulo consegue levar ao Morumbi contra adversários qualificados e outros, deve estar causando ciumeira no ex-presidente do Corinthians. Criticar porque o São Paulo reduziu o preço dos ingressos é querer mascarar a realidade do futebol brasileiro. Para quem conhece o futebol e o analisa sem fanatismo haverá de concordar que a qualidade hoje não merece a cobrança dos preços abusivos que acontecem nos jogos do Corinthians e de outros times. Como tenho afirmado “o futebol deixou de ser um esporte para se tornar num grande negócio”. Sanchez está confirmando isso pelas declarações feitas. Futebol no Brasil é esporte do povo. Futebol no Brasil precisa ter preços acessíveis para os verdadeiros torcedores. Quem tem pra gastar que compre “camarotes”. Deixem o povo assistir seu esporte maior ao vivo nos estádios. O povo do salário mínimo não tem dinheiro para pagar os preços praticados e muito menos comprar os jogos nos canais a cabo.  O que o ex-presidente precisa analisar são os altos salários que se paga hoje para muito “cabeça de bagre” no futebol brasileiro. Eles estão em todos os times, inclusive no Corinthians. É isso aí.

domingo, 3 de novembro de 2013

CRUZEIRO PREPARA AS FAIXAS


Ao derrotar o Santos esta tarde o Cruzeiro ficou ainda mais perto para conquistar o título de campeão brasileiro da Série “A” de 2013. Vencendo e contando com derrota do Botafogo e empate do Grêmio o Atlético Paranaense subiu para a vice-liderança. Lá embaixo confirmada a queda do Náutico e nas demais posições não houve alterações.
Ontem
A trigésima segunda rodada teve três jogos na noite de ontem. No Estádio Independência em Belo Horizonte o Atlético Mineiro goleou o Náutico confirmando o rebaixamento do time pernambucano para a Série “B”. Fernandinho. Jô, Guilherme Diego Tardelli e Alecsandro marcaram os gols. Apitou o Matogrossense Wagner Reway. Renda: R$ 350.706 com 13.255 pagantes.

O Vasco da Gama na estreia do treinador Adilson Batista derrotou o Coritiba por dois a um em Macaé. Edmilson fez os gols cruzmaltinos, Luccas Claro descontou. O gaúcho Márcio de Chagas da Silva dirigiu a partida.

No Morumbi o São Paulo conquistou sua sexta vitória consecutiva ao derrotar a Portuguesa de Desportos por dois a um. Rodrigo Caio e Aloísio marcaram os gols do time tricolor, Luís Ricardo descontou. Arbitrou o jogo o goiano André Luiz de Freitas Castro. Renda: R$ 623.120 com 50.802 pagantes.
Hoje
Com um gol de Everton Ribeiro aos 8 minutos do segundo tempo o Cruzeiro venceu o Santos na Vila Belmiro. O jogo foi apitado pelo carioca Marcelo de Lima Henrique. Renda: R$ 278.156 com 9.460 pagantes.

Em Salvador no Barradão empataram em um a um Vitória e Corinthians. Guilherme colocou o Corinthians na frente, Dinei empatou o jogo. Apitou o gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima. Renda: R$ 619.015 com 36.181 o público total.
O Goiás conquistou importante vitória sobre o Botafogo. Por um a zero, gol de Eduardo Sasha aos 42 minutos do segundo tempo o time goiano venceu. Apitou no Serra Dourada o pernambucano Sandro Meira Ricci.

Apesar de boas chances o Grêmio não conseguiu passar pelo Bahia na Arena Porto-Alegrense empatando em zero a zero. Marcelo Lomba o goleiro baiano foi a grande figura do jogo. Dirigiu a partida o mineiro Alício Pena Junior. Renda: R$ 562.930 com 16.227 pagantes, 18.171 o público total.

No Estádio Dorival Britto e Silva em Curitiba o Atlético Paranaense ganhou do Internacional por um a zero e subiu para a vice-liderança do campeonato. Delatorre fez o gol do Furacão aos 44 minutos do primeiro tempo. Dirigiu a partida o paulista Luís Flávio de Oliveira. Renda: R$ 90.840 com 6.533 pagantes, 7.164 o público total. Feriado e chuva afastaram um público maior.

No clássico do Maracanã o Flamengo derrotou o Fluminense por um a zero. Herrnane fez o gol do clássico aos 44 minutos do segundo tempo. No apito esteve o gaúcho Leandro Pedro Vuaden. Renda: R$ 1.215.305 com 26.072 pagantes, 32.062 o público total
 
No jogo dos desesperados Criciúma e Ponte Preta empataram em um a um no Estádio Heriberto Huelse. Ricardinho colocou o Criciúma na frente do placar aos 36 minutos da fase inicial. Aos 8 do segundo tempo a Ponte Preta empatou com Leonardo. Controlou a partida o mineiro da FIFA Ricardo Marques Ribeiro.

Classificação
Em primeiro o Cruzeiro com 68 pontos, 2) - Atlético Paranaense 55, 3) Grêmio 54, 4) - Botafogo 53, 5) - Goiás 52, 6) - Atlético Mineiro e Vitória 48, 8) - São Paulo 46, 9) - Santos e Flamengo 44, 11)- Internacional e Corinthians 42, 13) - Coritiba 40, 14) - Portuguesa de Desportos 39, 15) - Bahia 38, 16) - Fluminense e Vasco da Gama 36, 18) - Ponte Preta 34, 19) - Criciúma 33 e 20) - Náutico (rebaixado) 17.
Próximos jogos

A trigésima terceira rodada será disputada sábado e domingo. No sábado (9) teremos Portuguesa de Desportos vs. Coritiba, Bahia vs. Atlético Mineiro (19h30) e Flamengo vs. Goiás (21 horas). Domingo (10) jogarão Cruzeiro vs. Grêmio, Internacional vs. Botafogo, Ponte Preta vs. Vitória, Atlético Paranaense vs. São Paulo (17 horas), Náutico vs. Criciúma, Corinthians vs. Fluminense e Vasco da Gama vs. Santos (19h30).