terça-feira, 13 de outubro de 2015

FUTEBOL BRASILEIRO TEM SOLUÇÃO?

O futebol brasileiro depois do vexame da Copa vive uma situação muita delicada. Já tem gente pedindo que um resultado que não seja de goleada e uma boa apresentação esta noite diante da Venezuela sirva para demitir todos os jogadores, a atual comissão técnica e começar de novo. O caminho talvez não seja bem esse, mas entendo que infelizmente nosso futebol “dorme” em cima das conquistas anteriores. Também por isso muitos jogadores da atual seleção estão no exterior, nem tanto pela qualidade, mas por serem jogadores brasileiros. Nosso futebol que inspirou os outros países em se atualizarem acabou parando no tempo e no espaço. Se antes as jogadas maravilhosas de Pelé, Didi, Garrincha, Tostão, Rivelino, Carlos Alberto Torres, Newton Santos maravilhavam o mundo hoje os que nos representam não chegam nem perto disso. E por falta de organização e visão dos dirigentes dos clubes e da própria CBF o futebol brasileiro estagnou. Já não assustamos mais ninguém. E por aqui também já não existe mais o mesmo interesse pelos jogos, até da seleção. Nas décadas de 50, 60, 70, 80 e 90 os estádios recebiam mais de 100 mil torcedores nos jogos entre os grandes. E é bom lembrar que em 1950 a população brasileira era de 51 milhões de habitantes. Hoje são quase 220 milhões. Os estádios tiveram sua capacidade diminuída para atender o chamado Padrão FIFA e hoje 40 mil torcedores nas Arenas passam a ser um grande público. Isso tudo serviu para dar força à televisão, especialmente a TV a cabo que agora comercializa a exibição de partidas e afasta cada vez mais o torcedor dos estádios. Essa situação dificilmente se modificará até o final da década mesmo que venhamos a vencer a Copa do Mundo de 2018. O brasileiro está perdendo cada vez mais a “tesão” pelo o futebol. Ouço com frequência as pessoas dizerem: “Por favor, nem fala do futebol”. Situação caótica, triste e lamentável. É isso aí.

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Edemar,
O futebol brasileiro têm solução sim!
Mas que está uma draga, está.
Precisamos de uma reformulação muito grande desde a base até uma mudança em toda direção das federações, começando pela CBF.
Creio que para a próxima copa do mundo vamos passar um sufoco danado para classificar. E creio que a continuar assim vamos levar mais uns 20 anos para conseguir uma copa do mundo. Espero estar errado e já consigamos vencer a próxima. Porém pouco provável.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau