terça-feira, 23 de junho de 2015

CADÊ A NOVA SELEÇÃO?



Onde está à nova seleção que a CBF queria para recuperar o prestígio do futebol brasileiro? E o caso Neymar? Os acontecimentos da Copa do Mundo quando ficou fora contra a Alemanha e agora pelo restante da Copa América deveriam servir de alerta para a CBF e especialmente para o treinador Dunga. Neymar está sendo visado a cada novo jogo. Por quê? Porque tenta desmoralizar os adversários com suas jogadas e agora deu em trocar impropérios até com as arbitragens. Ele é realmente um excelente jogador, imprescindível até, mas, precisa ser orientado para evitar futuras confusões que venham a prejudicar seu time e a seleção. Com a escolha por Dunga confesso que esperava uma renovação total na seleção. Isso não aconteceu. Dunga segue os mesmos pecados de seus antecessores. A Seleção Brasileira precisa ser renovada urgentemente começando por escolher primeiro os melhores jogadores que atuam dentro do Brasil. Não que os que estão no exterior não tenham condições de integrar a seleção. Acontece que todos conhecem a forma de jogar de Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Filipe Luís, Fernandinho, Phillipe Coutinho, Neymar e até de Robinho entre outros. O trabalho de renovação deveria observar dois detalhes: 1) – Os brasileiros que atuam no exterior estão muito bem empregados e já fizeram seu pé de meia. 2) – Os que estão surgindo aqui ainda precisam “ralar muito” para chegar lá. Sem demérito para quem joga fora, mas com certeza quem atua por aqui tem muito mais “sede e gana” em envergar a camisa do Brasil. É isso aí.

Um comentário:

JASouza. disse...

Um dos motivos alegados pelo fraco desempenho da nossa seleção é de que os jogadores que atuam no exterior teriam chegado na Copa América demasiadamente cansados disputando sucessivas competições na Europa, assim sem mais nem menos "jogados ás feras".
Por outro lado, há de se considerar os nossos campeonatos em pleno andamento, o que viria a prejudicar os clubes brasileiros com a convocação de seus melhores atletas.
A continuar assim, Neymar dificilmente conseguirá suplantar Cristiano Ronaldo como "melhor do mundo", precisa conter sua mania de desmoralizar os adversários e ainda mais, sendo capitão da equipe, faltando maturidade para não se expor aquela crise de surto ao final da partida, lembrando o que ocorreu recentemente com Dudu (Palmeiras) e Fabrício (Internacional).