domingo, 11 de janeiro de 2015

FUTEBOL DESACREDITADO E FALIDO!



Bem que escrevi em 2014 antes do Mundial que um resultado negativo colocaria nosso futebol em estado de alerta. Hoje o futebol brasileiro não tem mais o crédito que lhe era dado. Nosso futebol está desacreditado. Depois da saída de Neymar nenhuma grande transferência para o exterior. Os que foram após e os que poderão ir esse ano serão comercializados por preços insignificantes em relação às negociações anteriores. Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha tem jogadores vendidos acima de 100 milhões de dólares. No Brasil a saída de jogadores por 2 a 15 milhões de reais está sendo visto como um grande negócio. Sinal dos tempos que prova estar o futebol brasileiro mal abastecido de jogadores e o que é pior, os clubes não tem dinheiro para investir. Neste início de temporada as contratações feitas não tiveram a mesma repercussão de anos anteriores. É toma lá dá cá. O futebol brasileiro salvo raríssimas exceções está falido. É isso aí.

2 comentários:

JASouza. disse...

Enquanto isso, em Porto Alegre, Grêmio virou uma "Fenix", tentando ressurgir das cinzas para montar uma equipe a partir da base e contratando atletas dentro de uma filosofia mais realista e coerente com a situação atual do futebol brasileiro.

Tomara que encontre o "caminho das pedras"...

Adalberto Day disse...

O Futebol brasileiro já estava desacreditado antes da copa que apesar da torcida pelas vitorias, mas sem precisar entender muito de futebol já era esperado este vexame, e põe na conta de quem não soube administrar ou promover 7x1 para eles. E olha que a Alemanha em campo foi atendido pelos jogadores brasileiros para tirar o pé, ou desacelerar. O futebol brasileiro que queria esquecer a copa de 50 e se vingar foi mais desastroso ainda os resultados. Uma seleção de porrras loucas de zagueiros correndo em campo sem passar a bola pelo meio de campo. Zagueiros chorões que nem sequer batem pênaltis ou dão forças para seus companheiros, estamos muito mal.
Mas na real nunca mais essa ferida sete a um será cicatrizada. Um técnico arrogante e jogadores sem emoção, mercenários em sua maioria. Faltam dirigentes, pessoas capazes de comandar. O SUB 20 foi também um desastre, reflexo da situação atual ...
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau, envergonhado com as lambanças não só do futebol, mas da sociedade como um todo.