quinta-feira, 25 de julho de 2013

A LIBERTADORES É DO GALO

 
Em jogo de muita pegada sem muita técnica, ligação direta e maior posse de bola o Clube Atlético Mineiro conquistou aos primeiros minutos desta quinta-feira pela primeira vez a Copa Libertadores da América ao derrotar o Olímpia do Paraguai por dois a zero nos 90 minutos, empatar em zero na prorrogação e vencer nas penalidades máximas por quatro a três.
Jogo
No primeiro tempo apesar de dominar o Atlético Mineiro foi incapaz de marcar. Na fase final logo aos 50 segundos Jô aproveitou uma furada da zaga paraguaia para abrir a contagem. Mesmo errando muitos passes e conclusões o Atlético chegou ao segundo gol aos 44 minutos com Leonardo Silva marcando de cabeça depois de grande blitz do ataque do Galo.
Prorrogação
Sempre atacando o Atlético perdeu pelo menos duas grandes chances no primeiro tempo da prorrogação que terminou sem gols. No segundo tempo o Atlético voltou a criar as melhores oportunidades, mas falhou na conclusão e o zero a zero permaneceu.
Pênaltis
Novamente nos pênaltis brilhou o goleiro Victor defendendo a primeira cobrança paraguaia. Quatro a três venceu o Galo nos pênaltis, marcando todos sem a necessidade da quinta cobrança. Converteram para o novo campeão da Libertadores Alecsandro, Guilherme, Jô e Leonardo Silva. Marcaram para o Olímpia Ferreyra, Candia e Aranda. O zagueiro Miranda cobrou para Victor defender e Gimenez chutou na trave.
Ficha do jogo
Apitou o colombiano Wilmar Roldán que expulsou Manzur do Olímpia. Renda: R$ 14.176.146 com 56.557 pagantes a maior renda já registrada em nosso país. Tornou-se campeão do Atlético Mineiro com Victor; Michel (Luan), Leonardo Silva, Rever e Junior César; Pierre (Rosinei), Josué, Bernard e Ronaldinho Gaúcho: Diego Tardeli (Alecsandro) e Jô. O Olímpia teve Martin Silva; Mazacotte, Manzur, Miranda e Candia; Pittoni, Aranda, Benitez e Salgueiro (Baez); Bareiro (Ferreyra) e Alejandro Silva (Gimenez).

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Parabéns a toda nação Atleticana Mineira - O Galo cantou mais alto e com justiça absoluta é o campeão da América.
Edemar parabéns pela sempre brilhante mate´ria e nos colocando sempre um pouco mais a par das informações.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau.