domingo, 30 de junho de 2013

VENCEU A MELHOR

O futebol brasileiro começa a escrever uma nova página com a conquista deste domingo. Vencemos a Espanha por três a zero no novo Estádio Mário Filho, Maracanã, e conquistamos pela quarta vez a Copa das Confederações organizada pela FIFA, a terceira consecutiva. A vitória brasileira foi de méritos absolutos diante do país campeão do mundo que se rendeu ao melhor futebol praticado pela nossa seleção. Como disse o treinador Luiz Felipe Scolari após o jogo: “Estamos no caminho certo, mas ainda temos muito que percorrer para o mundial de 2014”.

Jogo
A partida mal tinha se iniciado quando Fred abriu o placar a um minuto e meio. Hulk cruzou pelo alto, a bola passou por Fred, chegou a Neymar e na sobra mesmo caído Fred de perna direita estufou as redes espanholas pela primeira vez. A “Fúria” buscou a reação, mas acabou parando na defesa brasileira que chegou a evitar com David Luiz o gol de empate após estar batido o goleiro Júlio César. O Brasil tocou a bola com objetividade até que aos 44 minutos Neymar lançou Oscar que no replay lançou Neymar. Ele com a perna esquerda fulminou o goleiro Casillas fazendo dois à zero. Logo a 1 minuto e 40 segundos do tempo final o Brasil chegaria ao seu terceiro gol em lance de Hulk com Neymar abrindo espaço para Fred vir de trás e colocar no canto esquerdo elevando a contagem para três a zero. Os espanhóis tiveram uma penalidade a seu favor cometida por Marcelo que Sérgio Ramos chutou para fora. Várias outras chances foram criadas pelas duas seleções até o apito final com destaque para o toque de bola brasileiro provocando o Olé gritado a todo pulmão pela torcida presente ao Maracanã.
Súmula
Apitou o jogo o holandês Bjorn Kuipers que expulsou Pique por conter Neymar com uma falta violenta. Assistiram a decisão 73.531 pagantes. Venceu o Brasil com Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Hernanes) e Oscar; Hulk (Jadson), Fred (Jô) e Neymar. Perdeu a Espanha com Casillas; Aberloa (Azpilicueta), Piqué, Sérgio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Xavi, Iniesta e Mata (Navas); Fernando Torres (David Villa) e Pedro.  
Terceiro
Na decisão de terceiro lugar em jogo realizado em Salvador Itália e Uruguai empataram em dois a dois no tempo normal e mantiveram o placar na prorrogação. Nas penalidades máximas a Itália venceu por três a dois com Buffon defendendo três cobranças. Com isso a Itália terminou em terceiro e o Uruguai em quarto lugar.

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Edemar
Venceu sim "O Melhor".
A nossa seleção comandada pelo Felipão vai encontrando seu caminho rumo a copa do mundo. Ele sabe motivar, orientar, cobrar e é amigo dos jogadores. Durão mas com convicção. Parabéns aos jogadores e toda comissão técnica. Uma vitória sem contestação, sem dever a ninguém, pois somos os detentores dos mais dignos campeonatos mundiais e o mundo tem respeito pela nossa Seleção. A Vitória contra a Espanha e tetra das confederações, mostra que somos os melhores. Grande atuação de toda equipe.
Abraços
Adalberto Day cientista sociale pesquisador da história em Blumenau