terça-feira, 31 de julho de 2012

RADIAIS E TELEVISIVAS

Cruzei com o consagrado Raul Gil no último sábado no Shopping Ibirapuera, aliás, não foi a primeira vez que nos encontramos por lá. Conversamos sobre televisão, rádio e assuntos pessoais. O Raul Gil é um dos mais brilhantes apresentadores da televisão brasileira que passou por muitas situações e tirou de letra tornando-se hoje um dos mais vitoriosos em sua área. Raul Gil lembrou o dia em que devidamente uniformizado ingressou em campo com o time do Corinthians vestindo a camisa 7. Todo mundo queria saber que era esse novo contratado do Timão.

O que teria acontecido para que Eder Luiz rompesse seu contrato com a REDE RECORD? Conversamos outro dia e Eder deu a entender que os compromissos com o futebol na Transamérica são prioridade em sua carreira profissional. Afinal o “fenômeno publicitário” do rádio paulista é o mais atuante nessa área para dar condições plenas a programação esportiva da Transamérica. A imprensa divulgou largamente que a fixação de Maurício Torres na titularidade do canal pode ter pesado na decisão. Eder Luiz não confirmou isso.
Faleceu no dia 3 de Julho em nossa capital o ex-locutor esportivo Hamiton Galhano com passagem brilhante pela Jovem Pan, Rádio Piratininga,Rádio Bandeirantes, Rádio Mulher, Rádio Novo Mundo e outras emissoras de porte. Hamilton Galhano, 68 anos deixou de atuar no rádio em 1984 para se dedicar a carreira de advogado. Fez três tentativas para buscar uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo. Hamilton Galhano era natural da cidade de Cruzeiro no Vale do Paraíba.
Juca Kfouri recebeu convite da Jovem Pan para tornar-se âncora nas Transmissões e Domingos Esportivos da programação da tradicional emissora paulistana. Curiosamente seria o substituto de Milton Neves cujo posto até hoje não foi preenchido. Milton Neves e Juca Kfouri como se sabe travam há anos batalhas judiciais. Juca agradeceu o convite preferindo continuar na CBN, inclusive renovando seu contrato e na ESPN.
Jota Junior esteve afastado na última semana das transmissões do SPORTV pelo falecimento de sua mãe e do sogro em curto espaço de tempo. Superando os problemas com a certeza de que estão na companhia de nosso pai, Jota deverá estar de volta já nas próximas transmissões. A ele e família a minha mais profunda solidariedade.
Sidnei Campos está trabalhando firme e forte na consolidação da RB2, antiga Rádio Clube Paranaense na qual iniciou o trabalho com sua equipe esportiva no dia 15 de Junho. Grandes profissionais o acompanham neste novo projeto como Cláudio Marques, ex-jogador, Mário Henrique, Toni César, Cláudio de Júlio, Remi Tissot, Carlos Kleina entre outros. Sucesso bigode ou como diria o falecido Loureiro Junior... “andorinha”.
Nesta quinta-feira (2) será lançado em Florianópolis o livro “Antunes Severo, o menino do arroio Itapevi”, de Ana Lavratti, no Palácio Cruz e Sousa – Praça XV de Novembro, em Florianópolis a partir das 19h45. Vai contar a história de Eurides Antunes Severo, radialista, publicitário, professor, executivo e empresário da comunicação, responsável pelo site Caros Ouvintes. Antunes Severo é um dos mais importantes nomes da história do jornalismo e da publicidade do sul do país.
O rádio esportivo não teve condições de assimilar o preço dos direitos cobrados pela RECORD para a transmissão dos Jogos Olímpicos de Londres. Segundo informações, as emissoras de São Paulo e do Rio que aderiram tiveram que desembolsar 800 mil dolares e as de outros estados 200 mil. Pelo que consta apenas as rádios Itatiaia de Belo Horizonte e a Gaúcha de Porto Alegre teriam comprado o pacote. A cada dia se dificulta mais o trabalho do rádio em nosso país. Dá pra entender a preocupação que há com esse veículo de comunicação que tem muito mais agilidade do que qualquer outro para levar a informação ao público. Me recordo que nos jogos de 1988 em Seul ao lado de Orlando Duarte transmiti os jogos do Basquetebol Masculino do Brasil pela Jovem Pan sempre ao vivo quando a televisão colocava no ar o VT após o jogo encerrado dizendo que era ao vivo para justificar a falta de satélite no momento dos jogos. A instantaniedade do rádio continua imbatível apesar dos "gênios" que hoje dirigem as emissoras e que colocam no ar muita gente sem qualidade deixando de lado pela idade, profissionais muito mais qualificados, especialmente no esporte.

Um comentário:

Flávio Guimarães disse...

Caro Edemar
Vejo, com prazer, que o amigo publica algumas notas do setor de comunicação, tanto do rádio quanto da tevê. Gostei muito de sua incursão na área. Além de comentar com propriedade e conhecimento de causa os acontecimentos do meio, você tem muitos amigos com os quais pode checar os fatos, o que torna suas informações ainda mais importantes, porque são precisas. Como não poderia deixar de ser, isso aumenta, ainda mais, a grande credibilidade que você tem perante o leitor. Temos alguns colunistas especializados na área, mas nenhum com a sua experiência e dimensão. Grande abraço e espero ler mais sobre os colegas, aqui.