segunda-feira, 16 de maio de 2016

POUCA QUALIDADE!


Nada de excepcional se viu na abertura do Campeonato Brasileiro da Série “A”. Também não se pode avaliar ainda o que os clubes poderão apresentar ao longo da competição.

Foram marcados 14 gols, média 1,4 por jogo. As goleadas do Palmeiras sobre o Atlético Paranaense por quatro a zero e Santa Cruz quatro a um contra o Vitória fugiram a regra. Foram cinco jogos com o placar de um a zero (1-0), três com zero a zero (0-0), um jogo que terminou com quatro a zero (4-0) e outro com quatro a um (4-1). 

Somente São Paulo e Fluminense venceram fora de casa.
Nesse momento os clubes continuam correndo atrás de reforços. A qualidade apresentada nos jogos desejar. Oxalá as equipes consigam a partir de a segunda rodada jogar um futebol mais qualificado.


São 370 jogos ainda, sete meses de competição e até a última rodada muitas coisas poderão acontecer. Os clubes (na verdade os jogadores) ficaram devendo na rodada inicial. Que se esforcem mais, e mostrem ao torcedor e a imprensa o que não se viu no final de semana. É isso aí. 

Um comentário:

Carlos Ferreira disse...

Futebol 2016
Série A
O Campeonato Brasileiro de 2016 começou e já tem uma marca negativa: nunca houve uma rodada de estreia com tantos poucos gols como a deste fim de semana (14 e 15 de maio), se consideradas as disputas desde 2006, quando a Série A passou a ter 20 times. Foram só 14 gols em 10 partidas (média de 1,4 gol por jogo). Em 2015, por exemplo,a competição registrou 28 gols em 10 jogos (2,8 gols por partida).
Há de se ressaltar também os três 0 a 0 deste domingo. São 12 times que estrearam sem marcar. Os duelos entre Corinthians e Grêmio, Figueirense e Ponte Preta, e Internacional e Chapecoense terminaram zerados. Palmeiras e Santa Cruz, por outro lado, fugiram a regra: Os times golearam: 4 a 0 para o clube paulista, 4 a 1 para o pernambucano. Além de três jogos empatados por 0 x 0, outros seis times foram derrotados sem marcar gols: América-MG, Atlético-PR, Botafogo, Cruzeiro, Sport Recife (o time pernambucano teve um gol legítimo anulado contra o Flamengo) e Santos.
Era de 2014 a pior marca de gols em uma primeira rodada de Brasileirão, com 16 tentos – neste ano, por coincidência, também aconteceram três 0 a 0.

2006 - 18 gols e dois 0 a 0 (1,8 gols por jogo)
2007 – 39 gols e nenhum 0 a 0 (3,9)
2008 – 26 gols e um 0 a 0 (2,6)
2009 – 25 gols e nenhum 0 a 0 (2,5)
2010 – 27 gols e um 0 a 0 (2,7)
2011 – 24 gols e nenhum 0 a 0 (2,4)
2012 – 18 gols e dois 0 a 0 (1,8)
2013 – 26 gols e um 0 a 0 (2,6)
2014 – 16 gols e três 0 a 0 (1,6)
2015 – 28 gols e um 0 a 0 (2,8)
2016 – 14 gols e três 0 a 0 (1,4)
Fonte: www.carlosferreirajf.blogspot.com