quinta-feira, 3 de setembro de 2015

ESTÁ PINTANDO O CAMPEÃO!

Contestar a validade do Campeonato Brasileiro por pontos corridos é ser muito fanático, não respeitar os melhores e não entender o futebol. Com a supremacia do Corinthians livrando sete (7) pontos do Atlético Mineiro segundo colocado, onze (11) do terceiro o Grêmio e treze (13) do quarto o Atlético Paranaense já voltou a ser questionada a fórmula atual. O que imprensa, clubes e torcedores precisam entender é que o campeão deve ser aquele que mais pontos obteve ao final de trinta e oito (38) rodadas. Venceu porque foi o melhor. 

O mata-mata que muitos querem de volta serve pra Copa do Brasil e competições como Libertadores, Sul-Americana e outras de tiro curto. O futebol do Brasil tem quatro campeonatos com vinte (20) clubes nas séries “A”, “B” e “C” e mais quarenta (40) na “D”. Nas três primeiras a disputa é por pontos corridos subindo os quatro (4) primeiros e descendo os quatro (4) últimos. Na “D” por excesso de equipes a competição foi dividida em grupos e até se justifica pela quantidade de equipes. Não é um mata-mata direito, é uma competição em que todos jogam em turno e returno dentro do grupo classificando-se os dois primeiros na primeira fase. A partir da segunda fase se inicia o mata-mata. Essa competição é disputada em cinco fases até se chegar ao campeão e vice. Os quatro clubes classificados para as semifinais (4a. fase) terão acesso a Série "C" de 2016.

O que precisa ficar bem claro é que com os elevados custos do futebol profissional não se pode querer especialmente na Série “A” uma competição mata-mata. Aí iria “matar” de vez os já endividados clubes brasileiros.

Coloquem na cabeça que o vencedor de uma disputa por pontos corridos chegou lá pelo melhor aproveitamento ao longo dos jogos.  O resto é conversa que não leva a nada.

A propósito do atual campeonato o Corinthians realmente está caminhando para vencer. E lá embaixo é sofrível e triste ver a situação do glorioso Clube de Regatas Vasco da Gama. É isso aí.

3 comentários:

JASouza. disse...

Concordo plenamente com sua opinião, porém, contesto o favorecimento desta agremiação que vem liderando o certame brasileiro, a menos prejudicada pelos erros de arbitragem. E isso não é choradeira, mas sim um fato comprovado que dá margem a comentários tipo "não precisa mais jogar, já podem entregar a taça para eles"...

Mario Donizetti Tomazella disse...

Caro Edemar, a sua análise esta perfeita. Pontos corridos premia sempre o time mais regular depois de trinta e oito rodadas.

Adalberto Day disse...

Edemar,
Bela postagem concordo com seu texto.
E o meu #Vascão, vai mal desde 2001. O clube não merece o que o Eurico fez. Deixou o clube com muitas dividas, deixou o clube se tornar impopular, e assim perdeu torcida. Estamos nos tornando mais um América, mais uma Portuguesa. Com a entrada do Roberto Dinamite pensamos que iria melhorar. Ele sabia que a situação era caótica e deixou pior ainda, não conseguiu resolver. Veio o Eurico de novo e com sua arrogância disse que nas mãos dele o Vasco jamais teria caído. A língua é chicote e ele acaba de enterrar de vez o Vasco. Lamentável essa situação que passa o clube. A instituição Vasco e sua imensa torcida não merecia isso.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau.