terça-feira, 3 de março de 2015

OS EXAGEROS DO NOSSO FUTEBOL!



O futebol não anda lá essas coisas aqui no Brasil e ficou desacreditado ainda mais com o resultado negativo da Copa do Mundo de 2014. A goleada sofrida diante da Alemanha criou nova síndrome como já havia ocorrido com a derrota na Copa do Mundo de 1950. Mas, isso parece não ter afetado os jogadores que continuam jogando pouco e ganhando muito. E, exagerando nas comemorações para se mostrar diante das câmeras das televisões. Essas criaram até quadros para homenagear os jogadores. Os problemas para os clubes tem aumentando cada vez mais com a aplicação de Cartões Amarelos nas comemorações dos gols. Ainda no domingo depois de marcar um belo gol contra o Linense, Robinho subiu o alambrado no Pacaembu para comemorar com os torcedores. Resultado: recebeu Cartão Amarelo e poderia ter prejudicado seu time. Sim porque se cometesse uma falta ou uma atitude inconveniente na sequência poderia receber Cartão Vermelho. Não sei como os clubes se comportam sobre esses casos de indisciplina. O marketing se tornou mais importante do que o futebol e os clubes deveriam tomar providências enérgicas a esse respeito. Jogador de futebol é um trabalhador que tem os privilégios que os trabalhadores de outros segmentos não têm. Trabalham 4 horas no máximo ao dia, são acompanhados de médicos sem ter que usar o SUS, tem nutricionistas que programam alimentos balanceados e de qualidade, concentram-se nos melhores hotéis, tem excelentes salários e gratificações por vitórias e direitos de arena. Agora está na hora de mostrar serviço e acabar com a falta de qualidade que se vê hoje. É isso aí.

Um comentário:

Moura Nápoli disse...

"No caso das comemorações, a coisa está absurda, Edemar. Está chegando o momento em que o jogador fará o gol, abaixará a cabeça, colocará as mãos para trás e se encaminhará ao meio de campo. E se o torcedor vibrar, no próximo jogo terá portões fechados. Vai chegar um tempo em que o gol será comemorado com um minuto de silêncio. Quanto a exorbitância que alguns jogadores ganham, isso é um problema crônico. A maioria das pessoas só veem uns poucos que ganham fortunas, mas a grande maioria espalhada por esse Brasil, ganham uma ninharia. Mas os dirigentes, estes estão muito bem... Tá quase tudo errado. Ou o errado sou eu?"