sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

BLOG COMPLETA TRÊS MIL POSTAGENS


Hoje meu modesto blog chega a postagem três mil (3.000). No início sem fotos com textos relacionados ao dia a dia do esporte. Hoje mais direcionado a opiniões, notícias sobre rádio e televisão. O início ocorreu dia 20 de Janeiro de 2008. Seis anos de informações e colaborações. Média de 500 matérias/mês. Pensei em parar em várias ocasiões até porque jamais houve retorno financeiro. Agradecendo as milhares de visitas feitas ao blog reproduzo as primeiras matérias postadas no dia 20 de Janeiro de 2008.
Tubão tomou conta do rádio
O off-tube tomou conta do rádio esportivo do Brasil. Fico muito triste com essa situação criada a partir da terceirização dos espaços e da acomodação dos donos de rádios. Como admitir que uma rádio fosse comandar um jogo do Corinthians em Goiânia pela Copa do Brasil e deixe seu locutor e comentarista e até repórter no estúdio na frente da tevê. Como transmitir jogos do Campeonato Paulista realizados no interior do estado, do estúdio. Existem algumas explicações para as quais gostaria de ter a sua opinião neste blogspot. Será que faltam patrocinadores. Ouço grandes anunciantes na maioria das emissoras de São Paulo. Porque mantém o tubão. Será que as cotas não compensam. Ou será que os donos das rádios não querem gastar mesmo. Uma coisa é certa: o off-tube tira completamente a criatividade do narrador, e, o comentarista tem restrita ao retângulo da telinha a sua opinião. O que você acha?
De casa nova
Milton Neves retorna a TV Bandeirantes agora em Março. Cumpre seu contrato com a TV Record até o dia 29 e depois estreia o Terceiro Tempo as 21h30 aos domingos e um reality show de segunda a sexta-feira na faixa das 21 horas. Trabalhamos juntos por duas décadas na Rádio e TV Jovem Pan; lembro-me da estreia do Milton comandando o Terceiro Tempo no dia 11 de Julho de 1982 após o encerramento de Itália 3 x 1 Alemanha, na decisão da Copa do Mundo na Espanha. Participei ao lado do José Silvério, Orlando Duarte, Cláudio Carsughi e Wanderlei Nogueira desse primeiro programa. Hoje homem consagrado no rádio e tevê, Milton Neves inicia uma nova trajetória em sua vida profissional. Parabéns Milton.
As ausências no rádio
Convivi com grandes profissionais da comunicação brasileira por mais de 20 anos quando atuava na Rádio Jovem Pan, TV Jovem Pan, Rádio Tupi e Rádio News de São Paulo. Sem comparar, quero manifestar minha profunda tristeza pela ausência de profissionais do mais alto gabarito no rádio paulistano nos dias de hoje. Não dá pra aceitar que Ângelo Ananias, Romeu César, José Eduardo Savóia, Domingos Machado, Anderson Cheni, José Roberto Ercolin, Mauro Nóbrega, Loureiro Junior, Guto Loureiro, Antônio Carlos Salles, Sérgio Cunha, Osmar Garrafa, Walter Parente sejam preteridos pelas grandes emissoras de São Paulo. Rádio de qualidade se faz com qualidade. Talvez esse procedimento esteja trazendo dificuldades para a comercialização publicitária. Opine.
Futebol e Torcida
Os campeonatos estaduais estão em pleno andamento com jogos e mais jogos quase que diariamente. O que me preocupa neste instante é a qualidade do futebol que muitos grandes clubes estão apresentando. No Rio de Janeiro o Fluminense investiu forte, mas, seu time não está na decisão do turno inicial. O que se confirma no futebol carioca é o interesse do torcedor; com o Maracanã reformado o público voltou a lotar o estádio. É claro que hoje com a redução de sua capacidade já não se vê mais 120 ou 150 mil torcedores a prestigiar os jogos. Transmiti grandes partidas entre paulistas e cariocas, jogos da seleção com mais de 150 mil pessoas. Deixo para vocês internautas a resposta. O futebol brasileiro de hoje comporta estádios para mais de 100 mil torcedores. Opine. 

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Edemar
Parabéns pela sua 3000ª postagem sempre com muita qualidade e pesquisa. Sabes Edemar aqui em Blumenau tem muita gente que sei acessa seu blog através do meu e também tem em favoritos. Digo isso porque ouvi falar em rádios que acessam seu blog para melhores informações sobre o esporte.
Não desista amigo, vá em frente e não são só as finanças que nos alegram, eu jamais fui atrás de patrocínio, já me ofereceram e não quero. Quero me doar à comunidade com um trabalho de divulgação a nossa história e os mais de 4700 comentários, não tem preço que pague.
Abraços ao amigo e família
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau