terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A QUEDA DE UM GRANDE!


Quando um time entra em decadência os problemas vão se avolumando tão rapidamente que extrapolam ao bom senso. Aliás, o responsável pelo projeto Bom Senso FC não deu um bom exemplo no domingo. Sua expulsão detonou o nervosismo antes mostrado por Gil chutando um adversário caído no chão. A invasão do CT também é coisa pra se analisar. De repente o grande Corinthians desmoronou. Escrevo sobre o que vem acontecendo desde 2013. A troca de treinadores não deve ser encarada como causa principal. O que ocorre é a falta de peças de reposição num elenco em que alguns jogadores não estão jogando nada. Tenho escrito até a contragosto sobre o futebol de Alexandre Pato. Mas, o que meus olhos viram não dá para desmentir. Jamais em momento algum o jogador correspondeu à expectativa. Hoje é peça descartável no Corinthians como outros jogadores que já chegaram ao limite. Acho que a direção do clube fez contratações erradas e não se preocupou com a saída de jogadores que foram importantes de 2009 até recentemente.  É isso aí!

Um comentário:

Jogo_de_Botão disse...

Prezado amigo,
Concordo apenas em parte com seu comentário. Para ser mais específico: concordo quando afirma que Alexandre Pato "hoje é peça descartável no Corinthians como outros jogadores que já chegaram ao limite" Não concordo quando diz que os problemas se avolumam rapidamente quando um time entra em decadência, pois a coisa não ocorre subitamente, mas no caso específico do Corinthians já vem de longa data. O amigo acha que o time jogou alguma bolinha no ano passado inteiro? Claro que não! O Tite - inerte e sem voz de comando - viu tudo acontecer desde o princípio! Quem entende um mínimo de futebol já sabia onde tudo ia parar, pois vivíamos a crônica de um resultado mais do que conhecido. Nomes não ganham jogos e o Corinthians precisava ter renovado o elenco logo após a conquista do Mundial. Aliás, o Corinthians só foi a Tóquio, isto é, só venceu a Libertadores, graças ao clamoroso erro de finalização do Diego Souza, então no Vasco da Gama, que teve em seus pés a bola para despachar o Corinthians na semi-final do torneio, mas, quiseram os deuses do futebol que aquela bola mal chutada fosse levemente tocada pelo goleiro Cassio, que viria a ser merecidamente consagrado como a salvação da lavoura! E foi graças a ele, na final contra o Chelsea, que o Corinthians levou a melhor, está lembrado? De lá para cá, amigo, o que se viu foi um festival de vaidades por parte dos jogadores, alguns dos quais não possuem até hoje a mínima condição técnica e o mínimo comprometimento para figurar no elenco de um time como esse. Falo de Douglas, de Pato, e de tantos outros. O Tite foi o grande responsável por colocar o time na rota de colisão e a diretoria do clube só pode estar CEGA ao optar por esse arrogante Mano Menezes. O sujeito só faz trocar 6 por meia dúzia, é altamente previsível, não sabe treinar o time, nem explorar as características individuais dos jogadores. Viveu um conto de fadas na Seleção Brasileira, convocou mais de 50 jogadores diferentes, fazendo o gosto de todos os interesses em jogo, só não fez o que era de se esperar: montar uma base para a seleção! Seja como for, meu amigo, não há surpresa alguma no que ocorre com o Corinthians. Para finalizar: Os autores da invasão do centro de treinamento devem ser rigorosamente punidos, mas não serão. Afinal, estamos no Brasil, país onde nem os assassinos são punidos como deveriam! Um abraço, saúde e paz!