segunda-feira, 9 de setembro de 2013

MORREU ÍDOLO DO CORITIBA


Aos 88 anos faleceu nesta segunda-feira em Curitiba Aroldo Fedatto um dos grandes ídolos do Coritiba FC. Conhecido como “Estampilla Rubia” atuou no time paranaense de 1943 a 1957 conquistando 7 títulos. Nascido em Ponta Grossa em 16 de Outubro de 1924 veio morar em Curitiba e iniciou nas divisões de base do verdão coxa-branca. Foi descoberto jogando no futebol do Alto da XV como centro-avante. Como juvenil do Coritiba passou a jogar como zagueiro e em 1942 foi cedido por empréstimo ao Bloco Morgenau onde estreou como profissional. Em 14 de Março de 1943 fez seu primeiro jogo como titular do Coritiba na vitória por quatro a três sobre o Comercial.
Em 1947 foi convocado para a Seleção Paranaense e jogou pelo Botafogo FR numa excursão ao exterior. No mesmo ano defendeu o Ferroviário em jogo amistoso contra o Fluminense. Recebeu várias propostas para jogar em grandes clubes brasileiros. Preferiu jogar só no Coritiba onde em 1951 completando 80 jogos em 10 anos sem nenhuma expulsão recebeu o troféu Belfort Duarte. Encerrou a carreira no dia 16 de Junho de 1957 vencendo o Guarani de Ponta Grossa por dois a um. Fedatto era um zagueiro clássico formando com Hamilton (goleiro) e Carazzai o trio mais famoso do clube paranaense. Aroldo Fedatto faleceu ontem vítima de problemas respiratórios. O velório será no Estádio Major Antônio Couto Pereira a partir das 7h30 desta terça-feira e o sepultamento às 16h30 no Cemitério Municipal de Curitiba.

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Edemar
Penso que ainda há tempo para o São Paulo escapar da degola do rebaixamento.
O Autuori eu achava que era mais elegante, e mais treinador, mostrou o outro lado dele. Deixou o Vasco na mão (ainda bem) e no São Paulo suas declarações as vezes não foram tão elegantes.
Avante Murici que é um tem a língua solta, mas baita treinador.
Que o São Paulo consiga com Murici sua classificação, jogadores e treinador deverão fazer o seu papel.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau